27 de jun de 2010

A música e o efeito de "maravilhamento" no vídeo (Adilson Jardim)

Em época de Copa do Mundo, e enquanto o Grupo está em recesso nas aulas, resolvi postar um artigo com cara de crônica aqui no blog sobre o videoclipe, esse efeito mágico que a música provoca na gente, com o auxílio das imagens (ou vice-versa, enfim). Abaixo, o clipe "Waka Waka (this time for Africa)", com a cantora colombiana Shakira, mantem um forte apelo publicitário, para encantar multidões com a magia da bola, as lágrimas dos jogadores, os lances dramáticos, a alegria da vitória. Mas o que parece um rótulo de publicidade, para muitos distante de um objeto artístico, está muito mais próxima do Estético do que parece. Se o estético é uma forma de sedução pela linguagem, um modo de apresentar e não um valor em si mesmo,  que determina o que é uma obra de arte - afinal, os valores mudam de uma época para outra e mesmo de um grupo para outro -, nesse caso um comercial que apele para a emoção em doses bem administradas para o público garante sem dúvida seu efeito estético. Voltando para a música, note-se a letra da canção repleta de palavras de luta, metáforas bélicas como "soldado", "linha de frente". O diferencial é que as imagens "suavisam" o discurso quando mostra jogadores exultantes, torcida sorrindo e a cantora festejando o evento da Copa com muita gente alegre dançando. Isso é estética, é um modo de fazer o objeto a ser contemplado, um efeito mais ou menos previsto pelo autor (nesse caso a cantora, os coreógrafos, o diretor do vídeo etc.),  e isso aproxima sem dúvida um videoclipe de um romance, um poema, uma tela. Ah, e  depois de assistir, dá uma vontade danada de sair e jogar bola, mesmo sabendo que sou ruim de bola.



Em tempo: aqui vocês podem encontrar a letra da música e a tradução. 

Nenhum comentário: